Rap


Disponível no:

Produção: Sônia Rego

Roteiro: Adriana L. Dutra, Flávia Guimarães

Edição: Humberto Júnior

Som Direto: Pedro Moreira, Rubinei

Empresa(s) produtora(s): Inffinito Entretenimento e Comunicações Ltda.

Assistente de Direção: Rafael Gnone

Produção Executiva: Cláudia Dutra

Assistente de Produção: Viviane Spinelli

Assistente de edição: Mariana Machado, Maurí­cio Lustosa, Rodrigo Oliveira

Videografismo: Felipe Nogueira

Pesquisa: Flávia Guimarães, Yasmim Scali Miranda

Direção de Fotografia: Miguel Lindenberg

Mixagem: Ernesto Sena

Pós-produção: Thiago Guimarães

Trilha Sonora: Igor Araújo

Entrevistados: Criolo, Djose Botelho, Lobão SKT, Mc Sandrão, Nega Gizza, Rincon Sapiência, Zaire

Câmera Adicional: Bento Marzo, Jorjão, Saulo Nicolai

Coordenação de Pós-Produção: Veruschka Bauerle

O Rap, é um estilo de música que faz parte do movimento Hip-Hop. Marcado por batidas sincopadas e rimas, o rap chegou ao Brasil no final dos anos 1980. Hoje é considerado “a voz das periferias” com letras que traduzem os sonhos e a luta diária daqueles que moram à margem das zonas privilegiadas dos grandes centros urbanos. As batalhas de rap tornarem-se o ponto de encontro de jovens que se reúnem para debater as questões pertinentes ao seu universo. O episódio foi gravado em São Paulo e Rio de Janeiro e tem a participação de Nega Giza, Rincon Sapiência e Criolo, entre outros.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

26 min
2020
Brasil
RJ
LIVRE

Séries: Sons Brasilis | 13 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Adriana L. Dutra

Sinopse: O Rap, é um estilo de música que faz parte do movimento Hip-Hop. Marcado por batidas sincopadas e rimas, o rap chegou ao Brasil no final dos anos 1980. Hoje é considerado “a voz das periferias” com letras que traduzem os sonhos e a luta diária daqueles que moram à margem das zonas privilegiadas dos grandes centros urbanos. As batalhas de rap tornarem-se o ponto de encontro de jovens que se reúnem para debater as questões pertinentes ao seu universo. O episódio foi gravado em São Paulo e Rio de Janeiro e tem a participação de Nega Giza, Rincon Sapiência e Criolo, entre outros.

Alugue