Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2022


00:00

Filmes que Marcaram Época - Episódio Quanto Mais Quente Melhor

 •  2013  •  10 anos  • 


De Auberi Edler

Billy Wilder filmou ´Quanto Mais Quente Melhor´ em 1958. Um filme que é, ao mesmo tempo, uma sátira aos Estados Unidos e seus plagiários, uma paródia burlesca, um suspense, uma comédia musical filmada em preto e branco e um olhar audacioso na confusão de sexos e sentimentos. Conhecida como a maior comédia de todos os tempos.


01:00

Grandes Mitos Gregos - Episódio Orfeu - O Amor Impossível

 •  2015  •  Livre  • 


De François Busnel

Tendo recebido os cuidados das musas desde o nascimento, o talento de Orfeu encantava a natureza, tanto as árvores quanto os animais. Jovem corajoso, Orfeu embarcou com a tripulação de Jasão no Argo em busca do velocino de ouro. Mas aquilo que poetas e artistas mais se lembram sobre o mito de Orfeu é sua história de amor com a linda Eurídice. Após ser mordida por uma cobra, Eurídice foi condenada a descer ao reino dos mortos. Triste, Orfeu foi atrás dela e, graças à sua lira, conseguiu convencer os senhores do mundo dos mortos, Hades e Perséfone, a lhe devolverem sua esposa. Eles aceitaram com uma condição: que Orfeu deixasse o mundo dos mortos seguido por Eurídice, mas sem olhar para a moça. Um suplício sem igual.

Próximas Exibições:
Ter, 15 nov às 19:30h


01:30

James Brown

 •  2008  •  Livre  • 


De Philip Priestley

Um retrato de um dos maiores artistas do século XX, o músico americano James Brown, que alcançou o auge de sua arte apesar de ter nascido negro e pobre na América dos anos 30. Com materiais de arquivo e diversos encontros, "James Brown" relembra a vida do cantor desde 1933 até 2006, concentrando-se em seus anos de glória, entre 1955 e 1971. O documentário também relata o mundo em que o artista evoluiu, falando sobre sua visita às tropas norte-americanas em 1968, quando eles estavam em guerra no Vietnã. Registros contam a história da comunidade negra americana em um período muito turbulento, do início da década de 1950 até o fim da década de 1960.

Próximas Exibições:
Seg, 3 out às 21:00h


02:30

Getúlio

 •  2013  •  14 anos  •  RJ


De João Jardim

Agosto de 1954. O jornalista de oposição e dono de jornal Carlos Lacerda, sofre um atentado a bala na porta da sua casa em Copacabana. O pistoleiro erra o tiro e mata o Major da Aeronáutica Rubens Vaz que fazia a segurança de Lacerda. O presidente da República, Getúlio Vargas, é acusado de mandar matar o maior inimigo político do seu governo. Getúlio ¬passa a ser pressionado por lideranças militares e pela oposição para renunciar ao mandato. As investigações mostram que a ordem para o atentado saiu de dentro do Palácio do Catete. O tenente Gregório Fortunado, chefe da guarda pessoal do presidente e seu homem de confiança há anos, é acusado. Ao lado da filha, Alzira Vargas, seu braço direito na presidência, e colaboradores fiéis como Tancredo Neves e o general Zenóbio da Costa, Getúlio tenta se manter no poder e provar sua inocência. Diante das ameaças que pedem a deposição imediata do presidente, Getúlio comete um ato extremo.


04:20

Dorivando Saravá, o preto que virou mar

 •  2020  •  Livre  •  BA


De Henrique Dantas

Preto – Obá – Homem que virou mar Ele foi o primeiro a cantar os Orixás e a introduzir o Tempo do Candomblé na música popular brasileira. Desafiou a própria morte ao se entregar nos braços de Iemanjá e – Obá de Xangô consagrado que era – Dorival Caymmi não morreu. Virou mar. É nessa linha poética que o novo documentário experimental em longa-metragem do diretor Henrique Dantas mergulha na vida do mais icônico compositor que a Bahia já produziu. Dorivando Saravá, o Preto que Virou Mar (BRA, 87 minutos) reúne depoimentos, lembranças e reflexões de artistas como Gilberto Gil, Tom Zé, Jussara Silveira, Tiganá Santana, Arlete Soares, Adriana Calcanhotto, entre outros que desfrutaram do privilégio de terem convivido com ele, ou que regravaram sua obra. O filme aborda conceitos presentes na vida e obra de Caymmi, recriados em poéticas praieiras concebidas a partir dos seus trabalhos de pintura e composição, e apresenta falas reveladoras do compositor, garimpadas em antigas entrevistas radiofônicas, nas quais ele mostra alguns de seus posicionamentos estéticos e políticos. No documentário, Caymmi é representado como uma maneira de ser, de existir, de pensar. Como se “dorivar” fosse um verbo que hoje o povo brasileiro precisasse urgentemente aprender a conjugar.


06:00

Juntos - Episódio Bioconstruindo

 •  2019  •  Livre  •  SC


De Leticia Marques

A bioconstrução é um modelo construtivo que se utiliza de elementos naturais na construção civil. Em pleno cerrado, o IPEC, instituto referência em Bioconstrução no Brasil, formando permacultores há mais de 20 anos, realiza os mutirões que possibilitam experiências de construção de casas nos moldes sustentáveis.

Próximas Exibições:
Ter, 23 ago às 18:00h


06:30

O Povo Brasileiro - Episódio Encontros e Desencontros

 •  2001  •  10 anos  •  SP


De Isa Grinspum Ferraz

Este programa será dedicado ao tema da gestação étnica de um povo novo - o povo brasileiro -, configurando-se num processo de mestiçagem permanente, desde o momento em que o primeiro europeu passou por aqui. De saída, a mistura luso-ameríndia. Os náufragos e degredados gerando filhos mestiços nas redes ou "inis" das cunhãs tupinambás. Nascem assim os mamelucos ou brasilíndios, espraiando-se por todo o litoral brasílico, para militar nas "bandeiras" ou formar núcleos habitacionais na orla marítima do Rio de Janeiro ou do Maranhão. Em seguida, os cruzamentos entre portugueses e negros e entre negros e índios. São os mulatos e cafuzos que vão se multiplicando pelo território conquistado ou em vias de conquista. Tais mestiços já não eram brancos, nem índios, nem negros. "O brasilíndio como o afro-brasileiro existiam numa terra de ninguém, etnicamente falando, e é a partir dessa carência essencial, para livrar-se da ninguendade de não-índios, não-europeus e não-negros, que eles se vêem forçados a criar sua própria identidade étnica: a brasileira", sustenta a tese central de Darcy Ribeiro. Do plano físico ao espiritual, define-se aí de fato, e desde os primeiros tempos coloniais, a personalidade do Brasil como sociedade mestiça e sincrética dos trópicos, distinta das matrizes que lhe deram origem.


07:00

Palmares: Coração Brasileiro, Alma Africana - Episódio A Conexão Africana

 •  2018  •  Livre  • 


De José Carlos Asbeg, Luiz Arnaldo Campos, Carlos Nobre

Na África e no Brasil, Portugal montou a sua arquitetura da escravidão. Depois de derrotados militarmente, chefes africanos se transformam em fornecedores de escravos. O continente africano se divide, se destrói. Mas a resistência nunca deixou de existir: nas aldeias, nas marchas forçadas e à bordo dos navios negreiros. Esta resistência política, cultural e espiritual é a chave de Palmares.

Próximas Exibições:
Sex, 12 ago às 19:00h


08:00

Nunca me sonharam

 •  2017  •  10 anos  •  SP


De Cacau Rhoden

Os desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive a realidade do Ensino Médio nas escolas públicas do Brasil. Na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas, ‘Nunca me sonharam’ reflete sobre o valor da educação.


09:30

Lobo do Lobo e a Literatura Latino-Americana - Episódio Inés Bortagaray

 •  2021  •  Livre  •  PE


De Daniel Augusto, Juan Fernando López

Inés Bortagaray, escritora uruguaia, lançou seu primeiro livro com vinte e poucos anos: Ahora tendré que matarte (2001). Desde então, publicou mais dois livros: Prontos, listos, ya (2006) e Cuántas aventuras nos aguardan (2018). Atua também como roteirista de cinema no Uruguai, na Argentina e no Brasil. Roteirizou, por exemplo, A vida invisível (2019), filme de Karim Aïnouz, junto com o diretor e Murilo Hauser. No Brasil, seu segundo livro foi lançado com o título de Um, dois e já (Cosac Naify, 2014). Segundo a escritora Noemi Jaffe, em artigo para a Folha de S. Paulo, é um livro que “captura o leitor instantaneamente pela delicadeza”. Na série Lobo do lobo, ela fala de seu processo criativo, sua trajetória, relaciona literatura e cinema, visita sua cidade natal e explica como o escritor Mario Levrero (1940-2004) foi uma influência decisiva na sua vida. Também passeia por Montevidéu, conversa com o filho de Levrero e com alguns dos cineastas que trabalhou.


10:30

Fronteiras do Pensamento - 2ª Temporada - Episódio Mudar o Mundo

 •  2014  •  Livre  •  RS


De Pedro Zimmermann

Quais são as alternativas para o futuro? É essa a questão que “Mudar o Mundo” procura responder. O escritor Salman Rushdie, o filósofo Michael Sandel, o matemático Geofrey West e a ex-primeira-ministra da Noruega Gro Brundtland são convidados a refletir sobre o mundo contemporâneo e suas possibilidades. As questões da censura e os limites da criação artística, o crescimento exponencial das cidades, a urgência dos problemas ecológicos e a necessidade de uma nova ética nas relações humanas são alguns dos temas investigados.


11:30

Incertezas Críticas - 2ª Temporada - Episódio Umberto Galimberti

 •  2015  •  Livre  •  SP


De Daniel Augusto

Umberto Galimberti é professor universitário de filosofia em Veneza. Autor de diversos livros, ele fala neste programa de um dos temas mais importantes de sua obra, a técnica e sua relação com a democracia.


12:00

Impressões do Brasil - Episódio Ignacio de Loyola Brandão

 •  2011  •  Livre  •  DF


De Ronaldo Duque

Ele escreveu seu primeiro romance aos 12 anos. Colecionava dicionários. Trocava figurinhas e bolas de gude por livros. Era o menino que vendia palavras. Nascido em Araraquara, São Paulo, Ignácio de Loyola Brandão começou escrevendo reportagens e crítica de cinema. Apaixonado pela sétima arte, via e revia os filmes centenas de vezes. Ignácio de Loyola Brandão comandou editorialmente importantes revistas brasileiras.


12:30

Piripkura

 •  2017  •  10 anos  •  RJ


De Renata Terra, Bruno Jorge, Mariana Oliva

Dois indígenas nômades, do povo Piripkura, sobrevivem cercados por fazendas e madeireiros numa área ainda protegida no meio da floresta amazônica. Jair Candor, servidor da FUNAI, acompanha os dois índios desde 1989. Ele realiza expedições periódicas, muitas delas acompanhado por Rita, a terceira sobrevivente Piripkura, para monitorar vestígios que comprovem a presença deles na floresta e para impedir a invasão da área. Packyî e Tamandua vivem com um facão, um machado cego e uma tocha.  Piripkura aborda as consequências de uma tragédia e revela a força, resiliência e autonomia daqueles que foram expostos a todo tipo de ameaças e têm resistido ao contato.


14:00

1968 - O Despertar - Episódio Lutas Globais

 •  2018  •  Livre  • 


De Don Kent

Desiludidos com o fim das esperanças nascidas nos anos 60, muitos dos manifestantes viram as costas à sociedade, preferindo um estilo de vida alternativo. Outros ainda vão tentar mudar a sociedade por meio do ativismo a favor do meio ambiente, da liberação feminina ou dos direitos dos homossexuais. Em 1969, uma batida policial em um bar gay de Nova York deu início ao movimento LGBT global. No Brasil, mesmo a ditadura militar não consegue conter a efervescência cultura da época. 


15:00

Revista Curta! - Episódio 06 02 2022

 •  2022  •  Livre  •  RJ


Nesta edição da Revista Curta!: conheça o curso de cinema que ensina, em poucas aulas, a fazer um filme de um minuto; o curador Luiz Camillo Osório comenta o aspecto escultórico das fotografias de Mario Cravo Neto, que estão expostas no Instituto Moreira Salles, no Rio; o professor Christian Dunker explica como a psicanálise pode colaborar para o diálogo democrático; e o produtor João Marcelo Bôscoli, que ministra um curso sobre a história do jazz, fala sobre os diferentes estilos que se desenvolveram dentro desse gênero musical.


15:15

O Mercado de Notícias

 •  2013  •  10 anos  •  RS


De Jorge Furtado

Documentário sobre jornalismo e democracia. O filme traz os depoimentos de treze importantes jornalistas brasileiros sobre o sentido e a prática de sua profissão, o futuro do jornalismo e também sobre casos recentes da política brasileira. O surgimento do jornalismo, no século 17, é apresentado pelo humor da peça "O Mercado de Notícias", escrita pelo dramaturgo inglês Ben Jonson em 1625.


17:00

Hitler e Churchill: A águia e o leão - Episódio Hitler e Churchill: A águia e o leão - Episódio 1

 •  2016  •  Livre


De David Korn-Brzoza

No fundo de uma trincheira úmida em Artois, um oficial britânico escreve para sua esposa sobre os horrores das trincheiras e sua satisfação em estar lá. O autor dessas linhas, que tanto aprecia o frio sob a metralha, é Winston Churchill. E se ele se sente tão à vontade nas trincheiras como no banho, é porque seus anos de juventude já são um verdadeiro romance de aventuras: Winston nasceu em um dos mais belos castelos da Inglaterra em 1874. De mãe americana e pai aristocrata inglês, o jovem Winston Churchill é um aluno inquieto que tira notas ruins e é considerado um idiota por seu pai. Rapidamente orientado para a carreira militar, o jovem se destaca na linha de frente em 3 guerras coloniais nas fronteiras do Império: Índia, Sudão e África do Sul. De volta à Grã-Bretanha, o intrépido hussardo entra no parlamento e ocupa cargos no governo. É nomeado Ministro da Marinha de Guerra, que vem a ser um dos cargos de maior prestígio do mundo quando estoura a Primeira Guerra Mundial. Mas esta escalada é interrompida abruptamente ... Em 1915, ele comete um erro irreparável. Sua carreira política é posta em cheque com um pouso fracassado no Estreito de Dardanelos, na Turquia, com a intenção de tomar a Alemanha de surpresa. Aos 42 anos, ele é considerado um homem acabado. Mas Churchill odeia não fazer nada. Então, o ex-primeiro-lorde do Almirantado, Ministro do Interior, decide se juntar à frente francesa. Ele é designado para um batalhão escocês que lutava nos Flandres. Durante as longas horas entre cada ofensiva, Churchill bebe uísque, escreve, toma banho e, muito perto da linha de frente, entrega-se a uma paixão consumidora: a pintura ... A poucos quilômetros de distância, do outro lado das trincheiras, um jovem cabo das legiões bávaras, apaixonado por pintura, também desenha sem parar. Adolf Hitler foi voluntário no exército alemão, 27 anos de idade e 15 anos mais jovem que Churchill. Por vários anos, ele aspirou a se tornar um artista de pleno direito. Nas trincheiras de Flandres, ele é um mensageiro e deve levar mensagens de uma posição a outra entre as barragens e os projéteis. Depois de quase dois anos de guerra, o jovem soldado, notório, rigoroso, austero, já está em processo de reavaliação radical de sua existência. A regularidade da vida militar lhe convém perfeitamente. Esta é sua primeira guerra e ele está convencido de que finalmente encontrou seu lugar.


18:00

O Milagre de Santa Luzia – Cultura Popular - Temporada 2 - Episódio Felipe e Manoel Cordeiro

 •  2014  •  Livre  •  SP


De Sergio Roizenblit

Filho e parceiro musical do guitarrista e produtor Manoel Cordeiro, um dos pioneiros da lambada no Pará, e de quem diz ter herdado o gosto radical pela diversidade, Felipe Cordeiro é um dos principais expoentes da nova geração da efervescente cena musical do Pará. Cantor, compositor e instrumentista, a sonoridade do músico é permeada por ritmos amazônicos que vão da lambada ao carimbo, da guitarrada ao atualíssimo tecnomelody.


18:30

Caçadores da Alma - Episódio Urbanidades?

 •  2017  •  12 anos  •  RJ


De Silvio Tendler

A poesia da vida cotidiana, os caminhos do transporte público, a moradia, o lazer. Um registro da curiosidade dos fotógrafos sobre as particularidades da vida de cada cidade. Um olhar artístico além do estereótipo da mídia. Quantos segredos as paredes destruídas de uma cidade em transformação levaram? Quantos momentos de amor, dor, alegria e tristeza a demolição de casas apagou? Quem sabe uma simples curva teria evitado a transferência de uma comunidade e impedido que o processo civilizatório se construísse sem nenhuma urbanidade? As fotografias que vemos aqui registram a mecânica predatória da transformação urbana. Também vemos a arte que grafita a cidade e dá uma nova feição ao que antes era só concreto. Muros e paredes dialogam com os habitantes. O que antes era considerado poluição é agora arte.


19:00

Arqueologias, em Busca dos Primeiros Brasileiros - Episódio Caçadores Coletores

 •  2017  •  Livre  •  RJ


De Ricardo Azoury

No kit de sobrevivência de nossos ancestrais, havia de tudo um pouco: de pau e conchas a ossos e até presas das feras pré-históricas que caçavam. Mas sua ferramenta mais duradora foi mesmo a pedra lascada. Com ela, nossos ancestrais fabricaram armas, raspadores, furadeiras e adornos. Com o castigo do tempo, são esses artefatos líticos que ficaram para contar a sua história, que é também a nossa.


20:00

Os Ímpares - Episódio Verocai - Letícia Novaes e Paraphernália

 •  2017  •  Livre  • 


De Henrique Alqualo, Isis Mello

Letícia Novaes é convidada para fazer sua versão de Caboclo. A banda Paraphernália regrava a instrumental Karina, do clássico álbum de Arthur Verocai. O disco foi redescoberto nos anos 2000 por artistas americanos. Carlos Dafé conta sobre a ida aos Estados Unidos em 2009 para uma regravação do álbum com uma orquestra de 30 músicos.


20:30

Sons Brasilis - Episódio Samba

 •  2020  •  Livre  •  RJ


De Adriana L. Dutra

O samba tem suas raízes na África, trazido pelos negros escravos no período colonial brasileiro. Misturando batuque e dança, foi perseguido, ameaçado, censurado, mas jamais calado. Transformou-se em patrimonio imaterial da humanidade e pode ser considerado um dos maiores símbolos de resistência cultural e histórica do Brasil. O episódio foi gravado no Rio de Janeiro e em São Paulo e tem a participação de Theresa Cristina, Tia Surica e Grazzi Brasil, entre outros.


21:00

Viva São João

 •  2002  •  Livre  •  RJ


De Andrucha Waddington

O compositor Gilberto Gil acompanha o cineasta Andrucha Waddington até o Nordeste do Brasil. Entre as comunidades rurais da região, Gil e Waddignton participam da comemoração católica do dia de São João com música e dança. Waddington também analisa o sofrimento da população que tenta sobreviver por meio da agricultura em um terreno difícil.


22:25

Dois Tempos

 •  2021  •  Livre  •  RJ


De Pablo Francischelli

Trinta e cinco anos após o primeiro encontro que mudou a vida de ambos, os violonistas Lucio Yanel e Yamandu Costa se reencontram em uma jornada que reconstrói o caminho que trouxe Lucio a terras brasileiras. Sozinhos na estrada com seus violões e memórias, mestre e pupilo cruzam a fronteira sul do Brasil até Corrientes, na Argentina, encarando as transformações trazidas pela viagem e pela inexorável passagem do tempo.