Plano de Aula

SER DIFERENTE...

Imagine Uma Menina Com Cabelos De Brasil...
19/02/2011
Ensino Médio, Ensino Fundamental - Anos Iniciais, Ensino Fundamental - Anos Finais, Educação de Jovens e Adultos
Geografia, Língua Portuguesa, Filosofia
João Luíz de Almeida Machado



Diferentes todos somos, mas muitos querem ser iguais. Busca-se o pertencimento, a participação em um ou mais grupos, a identificação com outros. Isto acontece, com maior ênfase quando ainda estamos na escola e percebemos que para melhor socializar com as demais crianças ou adolescentes é preciso estar sintonizado com as modas que se alternam. Roupas, calçados, jogos, aparelhos eletrônicos, grifes, coleções de figurinhas ou cortes de cabelo podem ser a porta de entrada ou de exclusão nestes grupos... O que fazer? Entrar e abrir mão de sua individualidade ou preservar o seu jeito de ser e socializar de outras formas?

EF15LP10 - Escutar, com atenção, falas de professores e colegas, formulando perguntas pertinentes ao tema e solicitando esclarecimentos sempre que necessário.
EF15AR04 - Experimentar diferentes formas de expressão artística (desenho, pintura, colagem, quadrinhos, dobradura, escultura, modelagem, instalação, vídeo, fotografia etc.), fazendo uso sustentável de materiais, instrumentos, recursos e técnicas convencionais e não convencionais.
EF05GE02 - Identificar diferenças étnico-raciais e étnico-culturais e desigualdades sociais entre grupos em diferentes territórios.
EF01ER01 - Identificar e acolher as semelhanças e diferenças entre o eu, o outro e o nós.

brasil

Crie o seu próprio Teste!
Criar Teste


Trabalhar a aceitação do outro, das diferenças. Estimular a tolerância. Combater ações de exclusão e de bullying. Criar um maior sentimento de identidade pessoal e de afeição pelo Brasil.

Inicie a aula pedindo que os alunos busquem em si mesmos as características que são somente suas. Em seguida proponha que enumerem os pontos comuns a todos. Tudo isso no papel, sem troca de informações entre os participantes. Passe tudo para a lousa. Trabalhe os conceitos de individualidade e de participação em grupos. Apresente o filme. Com base no que foi recolhido e também no curta, fale sobre histórias de intolerância (como o holocausto, o caso de Anne Frank...) para aprofundar a discussão e mostrar os horrores provenientes da discriminação ou de ações violentas contra pessoas "diferentes". Abra espaço para que a conversa leve o grupo a considerar e reconhecer a necessidade da diversidade e como isso nos torna mais ricos! Crie campanha com os alunos para divulgar esta ideia na escola e na comunidade.

Numa época em que as pessoas parecem cada vez mais predispostas a olhar apenas para seus próprios umbigos e incapazes de estender a mão, compreender, tolerar e respeitar as diferenças, a escola tem que programar-se para conscientizar as novas gerações quanto a riqueza que temos na diversidade. Se isso não acontecer infelizmente casos de discriminação, bullying e outras violências cotidianas continuarão a acontecer!

Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (1)