Pina Bausch + Nova York


Disponível no:

Apesar de ter criado trabalhos inspirados em inúmeras cidades (incluindo a série World Cities, apresentada nas Olimpíadas de Londres), Pina Bausch teve uma relação especial com Nova York, onde começou sua carreira profissional. Ela estudou na Juilliard School e dançou com as companhias Metropolitan Opera Ballet Company e New American Ballet, colaborando também com alguns dos mais importantes coreógrafos americanos. Durante seu período em Nova York, ela colaborou com o coreógrafo Paul Sanasardo, um dos entrevistados do episódio, onde teria começado a experimentar com o tipo de movimentos pelos quais ficaria conhecida. Com ele, coreografou suas primeiras peças, em que também dançou. Sua relação com a cidade continuou forte ao longo das décadas seguintes, quando ela passou várias temporadas trabalhando com bailarinos locais. Foi em Saratoga, cidade próxima a Nova York, que ela conheceu os primeiros dançarinos que iriam vir a formar sua companhia na Alemanha, os franceses Malou Airaudo e Dominique Mercy, que também são entrevistados no episódio. Nos anos 80, as apresentações de suas mais famosas peças, como Café Muller e Sagração de Primavera, no Brooklyn Academy of Music, ajudaram a consagrar a companhia como uma das mais importantes do mundo. Outros personagens que contam a trajetória de Bausch na série são Judith Blackstone (que dançou com Bausch quando ela tinha apenas 10 anos), além de Barbara Kaufmann e Ruth Amaranto, que integraram a companhia por muito anos, e o filho da coreógrafa, Salomon Bausch. O episódio também mostra o universo de Pina na cidade de Wuppertal, na Alemanha, onde até hoje sua companhia, Tanztheater Wuppertal Pina Bausch, é sediada.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

52 min
2017
Brasil
SP
LIVRE

Séries: Geografia da Arte | 8 Episódios de 52 Minutos

Diretor: Guto BarraTatiana Issa

Sinopse: Apesar de ter criado trabalhos inspirados em inúmeras cidades (incluindo a série World Cities, apresentada nas Olimpíadas de Londres), Pina Bausch teve uma relação especial com Nova York, onde começou sua carreira profissional. Ela estudou na Juilliard School e dançou com as companhias Metropolitan Opera Ballet Company e New American Ballet, colaborando também com alguns dos mais importantes coreógrafos americanos. Durante seu período em Nova York, ela colaborou com o coreógrafo Paul Sanasardo, um dos entrevistados do episódio, onde teria começado a experimentar com o tipo de movimentos pelos quais ficaria conhecida. Com ele, coreografou suas primeiras peças, em que também dançou. Sua relação com a cidade continuou forte ao longo das décadas seguintes, quando ela passou várias temporadas trabalhando com bailarinos locais. Foi em Saratoga, cidade próxima a Nova York, que ela conheceu os primeiros dançarinos que iriam vir a formar sua companhia na Alemanha, os franceses Malou Airaudo e Dominique Mercy, que também são entrevistados no episódio. Nos anos 80, as apresentações de suas mais famosas peças, como Café Muller e Sagração de Primavera, no Brooklyn Academy of Music, ajudaram a consagrar a companhia como uma das mais importantes do mundo. Outros personagens que contam a trajetória de Bausch na série são Judith Blackstone (que dançou com Bausch quando ela tinha apenas 10 anos), além de Barbara Kaufmann e Ruth Amaranto, que integraram a companhia por muito anos, e o filho da coreógrafa, Salomon Bausch. O episódio também mostra o universo de Pina na cidade de Wuppertal, na Alemanha, onde até hoje sua companhia, Tanztheater Wuppertal Pina Bausch, é sediada.

Alugue