Omolu Obaluayê - A dupla face das palhas sagradas
COMO ASSISTIR NA TV?

COMO ASSISTIR NA TV?
Deixe seu voto



Atotó significa silêncio, e com Omolu aprendemos o grande valor da palavra não falada. Silêncio para o povo nagô é o que tem de mais precioso. Seu domínio é a terra firme e sua grande qualidade é afastar as pragas, seja as materiais ou as imateriais, dos nossos caminhos. É com ele que o povo nagô aprende o valor da beleza escondida nas feridas e na sisudez da vida, e da cura da alma (psique).

Produção: Beatriz Morgana

Roteiro: Betse de Paula, Francisca Manoela

Som Direto: Kaila Cardoso, Suama Akoni

Empresa(s) produtora(s): Floresta Filmes

Câmera: Gessica emmanuele, Nicolau Saldanha, Thassio Ramos

Direção de Produção: Nataly Yamas

Mixagem: Frederico Santiago

Montagem: Betse de Paula, Francisca Manoela, Herlen Santos

Trilha Sonora: Iago Melo

Câmera Adicional: Tyrell Spencer

Co-direção: Alba Cristina Darabi

Produtor Executivo: Beatriz Morgana, Betse de Paula, Leonor Camargos

Diretor de Fotografia: Herlen Santos

Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

Séries: Caminhos dos Orixás | 16 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Betse de Paula

Elenco: Baba AjaladerébabalorixáBabalorixá Jorge D´OlwaiyêMãe CarmosinaMãe DarabiPai RodneyRichelme Imbira - babalorixá de ExuTatiana Henriques

Sinopse: Atotó significa silêncio, e com Omolu aprendemos o grande valor da palavra não falada. Silêncio para o povo nagô é o que tem de mais precioso. Seu domínio é a terra firme e sua grande qualidade é afastar as pragas, seja as materiais ou as imateriais, dos nossos caminhos. É com ele que o povo nagô aprende o valor da beleza escondida nas feridas e na sisudez da vida, e da cura da alma (psique).

Alugue