Pagu

Vote aqui



Produção: Marcos Moura

Empresa(s) produtora(s): Pacto Audiovisual

Assistente de Produção: Ale Hope

Direção de Fotografia: Danilo Do Valle

Montagem: Paula Mercedes

Técnico de Som: Enrico Porro, Gustavo Canzian

“Pagu” narra a trajetória de Patrícia Galvão (1910-1962), poeta, jornalista, crítica de literatura, escritora e tradutora. Militante comunista e primeira mulher presa política no Brasil, Pagu, uma das protagonistas do modernismo brasileiro, é contada neste filme na voz de amigos, familiares e também através de seus arquivos. O filme não é necessariamente biográfico mas, antes, busca localizar Pagu em sua atuação estética, literária e política, numa vida-obra situada nos limiares da vida, da morte, da arte e da política.
Próximas exibições no canal Curta!
24/01/2023 18:00:00 [daqui a 49 dias]
25/01/2023 04:00:00 [daqui a 49 dias]
25/01/2023 12:00:00 [daqui a 49 dias]
26/01/2023 06:00:00 [daqui a 50 dias]
29/01/2023 06:00:00 [daqui a 53 dias]
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Fundamental - Anos Finais, Ensino Médio

Área de Ensino: Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte, Língua Portuguesa


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

45 min
2018
Brasil
AL

Séries: República da Poesia | 6 Episódios de 45 Minutos

Diretor: Claudia PriscilaMariana Lacerda

Elenco: Rudá K. AndradeSérgio MambertiThelma Guedes

Sinopse: “Pagu” narra a trajetória de Patrícia Galvão (1910-1962), poeta, jornalista, crítica de literatura, escritora e tradutora. Militante comunista e primeira mulher presa política no Brasil, Pagu, uma das protagonistas do modernismo brasileiro, é contada neste filme na voz de amigos, familiares e também através de seus arquivos. O filme não é necessariamente biográfico mas, antes, busca localizar Pagu em sua atuação estética, literária e política, numa vida-obra situada nos limiares da vida, da morte, da arte e da política.

Alugue