Marcelo Lyra



Produção: Mannu Costa, Tiago Leitão

Fotografia: Mariano Pablo Maestre

Roteiro: Tiago Leitão

Som Direto: Iddo Alves, Luciano Bresdem

Empresa(s) produtora(s): Opara

Câmera: Mariano Pablo Maestre

Maquiagem: Eline Soares

Direção de produção: Carol Correia

Assistente de Câmera: Marcio Silva, Tavinho

Produção Executiva: Mannu Costa

Assistente de Produção: Bianca Pimentel

Pesquisa: André Dib

Consultoria: A

Montagem: Henrique Spencer

Eletricista: Débora Taynara

Assistente de elétrica: Alex Sandro Liberal

Trilha Sonora: Diogo Felipe

Assistente de montagem: Sylara Silvério

Correção de Cor: Henrique Spencer

Desenho de Som: Nicolau Domingues

Operação de câmera: André Pinto

Co-produção: Plano 9 Produções

Câmera Adicional: Josicarlos Santana

Motion: André Pinto

Gaffer: Marco Broa

Ilustração: Luciano Bresdem

Maquinária: Débora Taynara

Da relação do crítico com os realizadores, até as reflexões de filmes que o tiraram da zona de conforto e chegaram a mudar sua vida, passando pela sua admiração por Alfred Hitchcock, Marcelo Lyra fala sobre o momento em que percebeu que os filmes podiam ir além da função de entretenimento. Também revela o "filme que deu aquele empurrãozinho" inicial para ele compreender a potência do cinema.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

27 min
2020
Brasil
PE
AL

Séries: Palavra Crítica | 12 Episódios de 27 Minutos

Diretor: Tiago Leitão

Elenco: Marcelo Lyra

Sinopse: Da relação do crítico com os realizadores, até as reflexões de filmes que o tiraram da zona de conforto e chegaram a mudar sua vida, passando pela sua admiração por Alfred Hitchcock, Marcelo Lyra fala sobre o momento em que percebeu que os filmes podiam ir além da função de entretenimento. Também revela o "filme que deu aquele empurrãozinho" inicial para ele compreender a potência do cinema.

Alugue