Charme


Disponível no:

Produção: Flora Fernandes

Edição: Marcia Watzl

Empresa(s) produtora(s): Giros Projetos Audiovisuais Ltda.

Som: Helio Leite
Ivanildo Jorge
Pedro Farias

Produção Executiva: Maria Carneiro da Cunha

Pesquisa: Lúcia Tupiassú

Direção de Fotografia: Thiago Lima

Entrevistados: Eduardo Gonçalves
Jucilene Silva
Marcus Azevedo

Tudo começou no final dos anos 1970. O que fazia sucesso nos bailes era o balanço do R&B e da soul music americanas. Um famoso DJ carioca, despretensiosamente, anunciava que ia começar a hora do charminho sempre que tocava os hits. E assim nasceu o movimento Charme, que vai muito além de um jeito de dançar: envolve toda uma cultura, de valores a vestimentas. Grandes defensores e propagadores do Charme, os dançarinos Marcus Azevedo, Eduardo Gonçalves e Jucilene Silva são os nomes que nos conduzem neste episódio de Fé na Batida. Com eles, vamos conhecer um pouco da história, da cultura e da cena Charme no Rio de Janeiro – incluindo, é claro, o famoso baile no Viaduto de Madureira.
Próximas exibições no canal Curta!
26/11/2021 18:30:00 [daqui a 68 dias]
27/11/2021 07:00:00 [daqui a 68 dias]
29/11/2021 12:30:00 [daqui a 71 dias]
30/11/2021 06:30:00 [daqui a 71 dias]
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

26 min
2017
Brasil
RJ
LIVRE

Séries: Fé na Batida | 6 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Belisário FrancaBianca LentiJocelyn Edelstein

Sinopse: Tudo começou no final dos anos 1970. O que fazia sucesso nos bailes era o balanço do R&B e da soul music americanas. Um famoso DJ carioca, despretensiosamente, anunciava que ia começar a hora do charminho sempre que tocava os hits. E assim nasceu o movimento Charme, que vai muito além de um jeito de dançar: envolve toda uma cultura, de valores a vestimentas. Grandes defensores e propagadores do Charme, os dançarinos Marcus Azevedo, Eduardo Gonçalves e Jucilene Silva são os nomes que nos conduzem neste episódio de Fé na Batida. Com eles, vamos conhecer um pouco da história, da cultura e da cena Charme no Rio de Janeiro – incluindo, é claro, o famoso baile no Viaduto de Madureira.

Alugue