Bicho de 7 Cabeças


Disponível no:

Produção: Caio Gullane
Fabiano Gullane
Luiz Bolognesi
Marco Müller
Sara Silveira

Som Direto: Romeu Quinto

Direção de Arte: Marcos Pedroso

Trilha Sonora Original: André Abujamra

Empresa(s) produtora(s): Gullane Entretenimento S.A.

Edição de som: Silvia Moraes

Câmera: Mauro Martins

Figurino: Carolina Li

Maquiagem: Gabi Moraes

Direção de produção: Caio Gullane

Assistente de Direção: Thaí­s Canjani

Assistente de Câmera: Eduardo de Andréa "Kito"
Robson Guimarães "Giló"

Produção Executiva: Fabiano Gullane
Maria Ionescu

Assistente de Produção: André Montenegro
Doni 2
Ricardo Azevedo "Tru"
Rui Pires

Direção de Fotografia: Hugo Kovensky

Mixagem: André Kbelo
Carlos Aru

Microfonista: Luciano Raposo

Montagem: Jacopo Quadri
Letizia Caudullo

Eletricista: Marcos de Noronha

Assistente de elétrica: Gilvan Leoncio da Silva "Goiaba"
Juarez "Prego"

Música: Arnaldo Antunes

Contra-regra: Celso Not Dead

Produção Musical: Pena Schmidt para PS Prods

Motorista: Donizete Condidorio "Doni1"
Amorim
José Carlos Gigi
Miranda
Osmanil da Silva
Robson Gilson Gomes"Pirulito"
Romeu Lotito
Venilton HenriqueVilela

Assistente de montagem: Luiz Bolognesi

Colaboração no Roteiro : Ariene Leite
Austrgésilo Carrano Bueno
Nando Bolognesi
Priscila Torres
Sérgio Penna

Fotografia adicional: Caio
Fabiano e Marquinhos

Design Gráfico: Zozi

1º Assistente de Direção: Inês Mulin

Assist de Produção Executiva: Anna Angelica Olivares
Ariene Leite
Luciana Baptista

Foto Still : Ed Viggiani
Marlene Bergamo

Músicos: Emerson Magalhães Villani - Violão
Kuki Stolarsky - Bateria
Sérgio Bartolo - Baixo

Produção de Arte: Paula Bleier

Uma viagem ao inferno manicomial. Esta é a odisseia vivida por Neto, um adolescente de classe média baixa, que leva uma vida "normal" até o dia em que o pai o interna em um manicômio depois de encontrar um baseado no bolso de seu casaco. O cigarro de maconha é apenas uma gota d´água que deflagra a tragédia na família. Neto é um adolescente em busca de emoções e liberdade que tem pequenas rebeldias, como pichar muros e usar brincos, incompreendidas pelo pai. A falta de entendimento leva ao emudecimento na relação dentro de casa e o medo de perder o controle sobre o filho vira o amor do avesso. Internado no manicômio, Neto conhece uma realidade completamente absurda e desumana, onde as pessoas são devoradas por um sistema corrupto e cruel. A linguagem de documentário utilizada pela diretora empresta ao filme uma forte sensação de realidade, aumentando ainda mais o impacto das emoções vividas pelo protagonista. No manicômio, Neto é forçado a amadurecer. As transformações pelas quais ele passa alteram radicalmente sua relação com o pai.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

88 min
2000
Brasil
SP
16 ANOS

Diretor: Laí­s Bodanzky

Elenco: Othon BastosAltair LimaCaco CioclerCássia KissGero CamiloJairo MattosLinneu DiasLuis MirandaMarcos CesanaRodrigo SantoroValéria Alencar

Sinopse: Uma viagem ao inferno manicomial. Esta é a odisseia vivida por Neto, um adolescente de classe média baixa, que leva uma vida "normal" até o dia em que o pai o interna em um manicômio depois de encontrar um baseado no bolso de seu casaco. O cigarro de maconha é apenas uma gota d´água que deflagra a tragédia na família. Neto é um adolescente em busca de emoções e liberdade que tem pequenas rebeldias, como pichar muros e usar brincos, incompreendidas pelo pai. A falta de entendimento leva ao emudecimento na relação dentro de casa e o medo de perder o controle sobre o filho vira o amor do avesso. Internado no manicômio, Neto conhece uma realidade completamente absurda e desumana, onde as pessoas são devoradas por um sistema corrupto e cruel. A linguagem de documentário utilizada pela diretora empresta ao filme uma forte sensação de realidade, aumentando ainda mais o impacto das emoções vividas pelo protagonista. No manicômio, Neto é forçado a amadurecer. As transformações pelas quais ele passa alteram radicalmente sua relação com o pai.

Alugue