A Matriz Afro



Empresa(s) produtora(s): Cinematográfica Superfilmes LTDA

Negros da chamada civilização tropical africana aparecem como uma das principais vertentes do alados processo de construção da sociedade e da cultura brasileiras. Envolvidos no maior movimento de migração compulsória de que se tem notícia, em toda a história da humanidade, eles principiaram a chegar aos nossos trópicos ainda na primeira metade do século XVI. E para cá trouxeram, além do repertório genético, toda uma imensa gama de procedimentos técnicos e de criações simbólicas. Primeiramente, o tráfico de escravos foi feito sobretudo com a África subequatorial. É o fluxo dos negros bantos, vindos de regiões de Angola e do Congo. Mais tarde, parte do tráfico brasileiro se voltou para a África superequatorial, para a Costa da Mina e a baía do Benin, carreando para o lado de cá do Atlântico, principalmente para a Bahia e Pernambuco, povos ewê-iorubá, oriundos do antigo Daomé ou do poderoso reino iorubano de Oió. No programa A Matriz Afro deveremos exibir a força, o requinte e a riqueza desse conjunto de culturas negroafricanas, que fascinaram as vanguardas estético-intelectuais européias nas primeiras décadas do século XX.
Próximas exibições no canal Curta!
28/07/2022 18:00:00 [daqui a 31 dias]
29/07/2022 04:00:00 [daqui a 31 dias]
29/07/2022 12:00:00 [daqui a 31 dias]
30/07/2022 06:00:00 [daqui a 32 dias]
01/08/2022 06:00:00 [daqui a 34 dias]
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

30 min
2001
Brasil
SP
10 ANOS

Séries: O Povo Brasileiro | 10 Episódios de 30 Minutos

Diretor: Isa Grinspum Ferraz

Elenco: Chico BuarqueDarcy RibeiroGilberto Gilnarração de Matheus NachtergaeleTom Zé

Sinopse: Negros da chamada civilização tropical africana aparecem como uma das principais vertentes do alados processo de construção da sociedade e da cultura brasileiras. Envolvidos no maior movimento de migração compulsória de que se tem notícia, em toda a história da humanidade, eles principiaram a chegar aos nossos trópicos ainda na primeira metade do século XVI. E para cá trouxeram, além do repertório genético, toda uma imensa gama de procedimentos técnicos e de criações simbólicas. Primeiramente, o tráfico de escravos foi feito sobretudo com a África subequatorial. É o fluxo dos negros bantos, vindos de regiões de Angola e do Congo. Mais tarde, parte do tráfico brasileiro se voltou para a África superequatorial, para a Costa da Mina e a baía do Benin, carreando para o lado de cá do Atlântico, principalmente para a Bahia e Pernambuco, povos ewê-iorubá, oriundos do antigo Daomé ou do poderoso reino iorubano de Oió. No programa A Matriz Afro deveremos exibir a força, o requinte e a riqueza desse conjunto de culturas negroafricanas, que fascinaram as vanguardas estético-intelectuais européias nas primeiras décadas do século XX.

Alugue